A importância do teste de alergia..

Eu sou farmacêutica, apaixonada por cosméticos. Fiz cursos em cosméticos, já trabalhei com cosméticos e hoje trabalho com pesquisa clínica (testes de medicamentos / cosméticos em pessoas). Apesar disso, confesso que SEMPRE ignorei os rótulos de cosméticos que pedem pra fazer o teste de alergia.. por pura preguiça, sabe? Mas essa semana 2 acontecimentos me deixaram assustada: meu pai teve uma alergia bem feia com um produto novo, e esse post da Pri, no Passando Blush.

 

 O teste de alergia é bem simples, e todos os cosméticos mais ‘fortes’ (cremes depilatórios, tintas de cabelo, tonalizantes, peelings caseitos etc) pedem para que seja feito. Normalmente é feito com a aplicação do produto em uma área pequena do braço ou atrás da orelha, e deve-se esperar 24h para certeza de que nenhuma alergia aparecerá. A espera de 24h é o que a maior parte das pessoas esquece, porém é essencial pois existem as alergias imediatas (quando você já teve contato com o composto causador) ou as alergias tardias (seu corpo demora algumas horas para reconhecer o composto como um alérgeno e causar os sintomas). Se você teve algum sinal de alergia leve (coceira, vermelhidão, inchaço, entre outros) não use o produto e corra para um médico!

Eu sei que tenho alergia a formol – fiz escova progressiva duas vezes, e na segunda vez meu couro cabeludo ardeu/queimou muito, além de ficar descascando por uns dias. Horrível, né? Morri de medo de ficar careca!

Com meu pai foi parecido: Ele usou uma tintura de cabelo nova (a vaidade é genética! hahaha) e teve uma super alergia: o couro cabeludo está cheio de bolhas e descascando há uma semana! Horrível né? Isso tudo porque ele não fez o teste de alergia..

 

Mas apesar dos testes, existe a bendita síndrome da intolerância a cosméticos, já ouviu falar?

Ela tem os sinais e sintomas típicos de inflamação, como vermelhidão, inchaço e formação de pequenas bolhas (vesículas) e ainda uma irritação subjetiva nada agradável, pois é uma resposta não inflamatória aos produtos aplicados na pele.

Essa irritação subjetiva nada mais é do que reação sensorial, com ardor, queimação, coceira, mas sem alterações cutâneas visíveis. Isto é o que pode-se chamar de “pele sensível”. Esta reação é conhecida por dermatite de contato sensorial ou subjetiva ou, ainda, síndrome da intolerância a cosméticos.

O problema acontece somente no rosto: a pessoa reclama de reações no rosto, mas consegue utilizar o mesmo produto no resto do corpo. Algumas substâncias que podem desencadear a pele sensível seguem ao lado: ácido benzóico, ácido cinâmico, emulsificantes não-iônicos, laurilssulfato de sódio, bronopol, ácido lático, propilenoglicol, uréia e ácido sórbico.

Alguém já teve isso? Eu já tive com creminhos noturnos, é muito estranho!

 

Você já teve qualquer tipo de alergia? Comente!!

Deixe uma resposta