Desvendando o Mito: Tônico com álcool PODE!

Sempre li, nos mais variados blogs de beleza, que tônico com álcool era proibido. Mentira! Vou começar do começo:

 

O Tônico serve como última etapa de limpeza antes da hidratação, para limpar e fechar os poros, além de manter a hidratação interna, controlar a oleosidade, acalmar peles sensíveis, entre outras funções particulares de cada marca. Existem diversos tipos de tônicos, e cada pele se adapta melhor a um tipo. Seu uso não é obrigatório, mas é recomendado para manter a pele limpa e com aparência de bem tratada!

Eles são divididos, basicamente, em 2 tipos: com e sem álcool.

 

Os sem álcool são indicados para as peles secas e normais. Eles limpam e fecham os poros, mas não tem controle de oleosidade. Alguns exemplos:

 

Os com álcool, para peles oleosas, tem a função de limpar, fechar os poros e, além disso, controlar a oleosidade.

O álcool sozinho é capaz de fazer uma reação instantânea na pele, fechando todos os poros, além de ser ótimo para remover todo o óleo da pele. Mas não saia passando álcool 70 na pele, que vai causar efeito rebote, e em algumas horas  a pele estará boa para fritar batatas!

 

 

A combinação ideal de álcool, água e outros componentes é a dos tônicos como o da Clinique e Mary Kay – tem alcool, sim, mas em uma quantidade certa para deixar a pele equilibrada. A clinique é um ótimo exemplo disso: Para a pele oleosa, existem diversos tônicos, cada um com uma quantidade de álcool. Na loja, você faz o teste e descobre qual o melhor pra você!

Normalmente, o tônico com álcool deixa uma sensação refrescante e sequinha na pele. Se sua pele está ardendo, fuja! A quantidade de álcool presente no tônico não é ideal para você e pode causar efeito rebote.

 

Que tônico vocês usam?

 

2 comments

Deixe uma resposta